> Principal > Notícias > Notícias > Roteiros de Viagem para a Melhor Idade
Roteiros de Viagem para a Melhor Idade
Data 15/01/2016 10:42  Autor quimmera  Vezes 562  Idioma Global
 

Idosos viajam em grupos em busca de boa companhia e roteiros específicos para a faixa etária

De acordo com o Ministério do Turismo, viajantes com mais de 60 anos fizeram cerca de 18 milhões de viagens ano passado

Idosos viajam em grupos em busca de boa companhia e roteiros específicos para a faixa etária Ivan Spier/Divulgação/

 


   A Melhor Idade também tem sido sinônimo de novas amizades e de desbravar diferentes horizontes. Seja no Brasil ou no exterior, esse público tem crescido cada vez mais. De olho no mercado, algumas agências têm mudado as estratégias e  se especializado em grupos de viagens para idosos, como por exemplo, lugares de cunho religioso,  águas termais, sonho de infância ou de onde vieram os antepassados. 


De acordo com o Ministério do Turismo, viajantes com mais de 60 anos fizeram cerca de 18 milhões de viagens ano passado. Isso significa um aumento de 11% nos últimos quatro anos. A Associação Brasileira das Agências de Viagens também confirma que os idosos já respondem por 15% da carteira de clientes das agências.

A sócia da Magnificat Turismo Mariana Dotti Spier conta que muitos idosos trazem amigos para dividir o quarto, porém, existem passageiros que chegam por indicação e acabam conhecendo o grupo na reunião pré-viagem.

— Para a próxima viagem, por exemplo, um pouco menos da metade do grupo são casais, o restante são homens e mulheres que viajam sem os pares ou são viúvos — explica a empresária.

Como a maioria é aposentada e já não trabalha mais, não há problema em “tirar férias”, ou seja, podem sair em qualquer época do ano.

— Nós merecemos esse tempo para passear, gastar as economias e desfrutar do dinheiro que batalhamos tanto. Um dos poucos motivos que pode impedir a realização de alguma viagem é quando um dos filhos está “grávido”— comenta a aposentada Idite Lucia Baraldi.

elça Regina Lusa Prestes, 71 anos, trabalhou por 31 anos no magistério público e 33 na Universidade de Caxias do Sul (UCS). Com um filho e viúva desde 1993, se aposentou e  começou a fazer algo que queria muito, mas que antes não tinha tempo: viajar para o Exterior. Há dois anos está com um novo companheiro. Desde então, também o convenceu a conhecer novos lugares pelo mundo afora.

Gelça faz quatro apontamentos importantes para quem está pensando em viajar com grupos da terceira idade: a possibilidade de conviver com pessoas que possuem os mesmos interesses; a ampliação do conhecimento na prática, já que o que se aprende na escola é muito teórico; a segurança de ter uma agência de turismo contratada para que tudo esteja organizado durante a viagem; e o último ponto, é que em viagens da terceira idade o pessoal “aposentado” não precisa se preocupar com a volta e curte toda a viagem. Ela já conheceu países como Portugal, Espanha, Turquia, Grécia, Egito, Escócia, Inglaterra, Bélgica, Holanda e Itália.

— É difícil falar qual dos lugares mais gostei, mas posso dizer que alguns deles me impressionaram muito, como a miséria na cidade do Cairo, no Egito — explica.

A aposentada escolhe o roteiro oito meses antes de viajar, para que possa ir pagando e se organizando. Ela também destaca a importância de pesquisar sobre os países que deseja conhecer para não chegar lá e não saber  nada sobre a história daquele povo.

Dicas do Ministério do Turismo

:: Como os idosos têm mais liberdade para viajar em dias de semana, alguns pacotes podem ficar mais baratos.
:: Ao escolher o hotel, preste atenção se a infraestrutura é adequada a pessoas com mais de 60 anos.
:: Busque agências especializadas em organizar viagens para a terceira idade.

Programa Viaja Mais
O programa Viaja Mais Melhor Idade é uma iniciativa do Ministério do Turismo para proporcionar a idosos, aposentados  e pensionistas, a oportunidade de viajar pelo Brasil. Esse público, que tem a possibilidade de tirar férias em períodos de baixa ocupação, recebe descontos, facilitação de deslocamentos e hospedagem.

:: Oferece pacotes para viagens em grupos com origens e destinos específicos e serviços diferenciados
:: É oferecido um crédito consignado se o comprometimento mensal não ultrapassar 20% do salário líquido do beneficiário
:: Há um teto de contratação do crédito de até R$ 3 mil por operação
:: Quem pode acessar é o aposentado ou pensionista, desde que com limite suficiente. Os interessados precisam se cadastrar no 
site do programa. Com isso, a sua solicitação será encaminhada  a uma agência de viagem
Não há nenhum comentário.
Vídeos
Thumbnail